Tweet este tópico >>
Página 3 de 6 PrimeiroPrimeiro 123456 ÚltimoÚltimo
Resultados 31 a 45 de 79

Tópico: Transar com uma travesti mudou a minha vida

  1. #31

    Padrão

    Belas histórias.

    Eu saia com uma boneca aqui, mas não era programa. Ela morava sozinha e longe daqui, mas adicionei ela no Face e falei que queria dar pra ela. Ela mandou eu ir lá. Fui e tentei dar pra ela, mas como eu sou virgem não consegui e o pau dela era muito grande.

    Ficamos só no oral, porém gozamos gostoso um na boca do outro e foi uma delicia. Até hoje as vezes a gente se encontra e repete a dose, mas eu nunca consigo dar pra ela e ela não quer dar pra mim de jeito nenhum, mas não deixa de ser gostoso.

    Ainda procuro uma que consiga me enrabar sem problemas, mas eu fico meio pé atrás em pagar programas.

  2. #32

    Padrão

    Bom galera, vou contar aqui em 2 partes minha iniciação com bonecas, a primeira parte é mais pra encher linguiça mesmo falando de como surgiu a curiosidade, caso tenham interesse pulem pra segunda de cara.

    Como a maioria não nasci com tesão em travestis, nem ao menos passava pela minha cabeça como seria fazer sexo com uma, mas aos 16 anos comecei a fazer alguns cursos a noite no centro de BH, e como todo ''bom'' adolescente quase todo dia saia da aula direto pra um barzinho, na época um amigo meu ainda me dava carona até em casa, sempre voltávamos um pouco e tarde e passávamos pela Pedro II (ponto onde tem travestis) como nenhum de nós apresentava interesse em bonecas sempre passávamos direto.
    Até que em uma sexta-feira tínhamos exagerado um pouco na bebida e na volta pra casa acabamos decidindo só conversar com uma travesti, apenas pra tirar aquela curiosidade, até mesmo em tom de brincadeira. Em frente a Orca veículos vimos 2 linda bonecas, uma loira e logo mais na frente uma morena ( que até hoje acredito que era a Mirella de Carlo) paramos pra conversar com a loira, não muito alta, bem branquinha, cabelos quase brancos de tão amarelos, e um belo par de seios, confesso que sempre fui tarado por peitos, nem dei muita ideia pra bunda dela. Antes que me xinguem esperava uma pessoa rude, bem escrota, aquele esteriótipo que existe sobre as travestis, afinal é essa imagem que tentam transmitir em jornais, rádios e televisão, e me surpreendi muito, ela era muito educada, sorridente, uma pessoa bem agradável. Vendo que não estava rendendo muito e pela notável falta de experiência com programas ela perguntou o que a gente estava procurando, se era uma transa a 3 ou era apenas curiosidade, a sinceridade falou mais alto e disse a ela que era apenas curiosidade, saber como era uma boneca de perto. Ela se ofereceu a fazer um boquete em nos 2, ainda receosos acabamos aceitando e indo de carro pra uma das ruas paralelas a P II.
    Passei para o banco de trás e fiquei vendo ela chupar meu amigo, comecei a sentir um enorme tesão! Ele apenas relaxado e ela fazendo todo o trabalho e gemendo. Terminando ela passou para o banco de trás, me acariciou, tirou meu pau pra fora e começou a chupar, nada d+ o boquete, mas a sensação de medo novidade transformaram ele num boquete inesquecível. Ela ainda me peguntou se eu queria segurar o pau dela, disse que não e fiquei apenas acariciando a bunda dela, mas confesso que no finalzinho, quase gozando a curiosidade foi maior e acabei dando umas passadas de mão no pau dela mesmo que por cima da calcinha, e como me deu tesão. Gozei, deixamos ela no mesmo ponto e seguimos viajem. Aquilo se tornou um tabu, voltamos sem falar nada um com o outro, e nunca mais tocamos no assunto.
    Esse foi o estopim, a partir daí comecei a ver videos de bonecas fazendo boquetes, passei pra videos de bonecas unicamente passivas, pra videos onde hora ou outra os caras punhetavam as trans, videos com h fazendo oral em bonecas até chegar aos que rolava um troca-troca, vendo aquelas cenas comecei a ter curiosidade também no prazer anal, sempre gostei de fuder um cu, e achava a melhor coisa do mundo. Depois desses videos aos poucos comecei me acariciando, enfiando um dedo com camisinha até me masturbar com muita frequência com 2 ou 3 dedos.
    Agora estava pronto! Sentindo tesão por travestis e prazer anal. Continua....

  3. #33

    Padrão

    Enfim a primeira vez!

    Como disse antes, estava preparado pra uma boneca, dois anos apos meu primeiro contato com uma boneca, finalmente comecei a criar coragem para sair com um t-gata para um bom troca-troca. Comecei a procurar na rua nos fds, e em sites de acompanhantes uma que me agradasse pela personalidade e fisicamente. Finalmente achei! Uma loira, bem branquinha, e dos seios maravilhosos! Muito semelhante a que tinha me feito um boquete 2 anos atrás. Liguei pra boneca, conversei sobre o programa, expliquei que seria minha primeira vez, tudo bem detalhado, ela foi muito simpática, atenciosa e disse que adorava iniciantes porém não beijava na boca e tinha um dota de 17 cm, também me perguntou se eu podia me depilar nas partes intimas, e assim fiz. Fechamos o privê ( próximo a amazonas, já estive no mesmo lugar mais vezes) o valor e fui fazer a festa, no caminho a expectativa era grande, tremia o corpo todo, das pernas até os dentes.
    Cheguei no local, toquei o interfone e fui pra dentro, quando a porta se abriu lá estava ela... Quando vi ela na minha frente fiquei meio sem reação, do modo como descrevi antes, porém ainda mais bonita pessoalmente ela usava uma calcinha preta e um sutiã ambos na cor preta. Percebendo minha falta de reação ela me levou para o quarto, fechou a porta e já veio logo tirando minha camisa e seu sutiã, me puxou pra perto dela e comecei a beijar seu pescoço e orelhas com muito carinho, suavemente ela me guiou até seus seios onde delirei de tesão! Nessa hora não tinha mais o nervosismo de antes, como magica ele tinha passado, ainda me deliciando seus seios e de pé ela tirou meu cinto, abriu minha calca e acariciou meu pau por cima da boxer. Não demorou muito ela novamente com o mesmo carinho foi descendo minha cabeça por sua barriguinha retinha e descolorida até chegar no ponto crucial... Lá estava eu, ajoelhado só de boxer de frente pra sua calcinha preta, mesmo inexperiente eu já sabia o que viria a seguir, olhei pra cima e vi ela com um sorriso safado no rosto, e disse: "Não precisa ter medo, pode pegar", passei a mão por cima da sua calcinha e senti um pequeno volume, estava até gostando, coloquei a boca ainda por cima da calcinha meio que tentando morder sua rola, molhei sua calcinha toda e ela disse: "Então vc quer né safado?" e tirou o pau pra fora,devia ter uns 19cm e grosso na hora gelei, o nervosismo voltou, tremi novamente, lá estava ele, um cacete todo depilado até as bolas, seu pau ainda estava todo babado porém meio mole, ela pediu pra que eu pegasse nele o colocasse na boca, ainda tremulo segurei-o e comecei a punheta-la, senti uma leve firmeza vindo de seu cacete, ela me pegou pela cabeça e levou com carinho seu pau até minha boca, o coloquei em minha boca e senti aos poucos aquela rola sobre minha língua crescer até encostar no céu da boca. Cara NUNCA tinha chupado um cacete antes, mas de tanto ver videos comecei, e falo sem frescuras, chupei como uma puta, sabia exatamente o que fazer fazia movimentos de ida e volta, segurava suas bolas, revezava entre seu pau e seu saco, chupava só a cabeça, cuspia nele e voltava chupando de novo, passava a língua... Como disse como uma puta! Ela começou a gemer, me afastou, deitou na cama, abriu as pernas e pediu pra que chupasse seu cu também, ali foi uma das partes mais prazerosas, seu cu era todo rosinha, lisinho, uma delicia, lambia-o com muita calma, dava beijos e enfiava a língua lá dentro enquanto a punhetava. Apesar de ser uma delicia seu cu, o seu pau ainda me chamava, comecei a revezar, entre seu pau, suas bolas e seu cuzinho apertadinho. Depois de quase 20 minutos nessa festa comecei a perceber que ela estava gemendo ainda mais alto, e suas pernas as vezes tremiam, imaginei que já chegava a hora, deixei 1 dedo seu cu fazendo movimentos de vai e vem, com a outra mão acariciei suas bolas e fui chupando só a cabeça da sua rola, suas pernas tremeram novante e logo depois de um tempo ela gritou e eu pela primeira vez senti um jato de quente de porra. Nessa hora minha cueca já estava TODA melada, e minha boca se enchendo de porra, uma das melhores sensações pela qual já passei, não tive coragem de engolir, olhei pra ela com cara de assustado, e ele me levou ao banheiro pra cuspir e me trouxe um copo de água. Voltei pro quarto e ela me chamou pra deitar ao seu lado, ali conversamos por um tempo, rimos, brincamos e ela disse que não acreditava que era minha primeira vez, pois tinha feito ela gozar logo de cara, nessa hora me senti muito bem kkk
    disse que se ela tivesse duvida era só tentar me fuder, pra que fui falar isso? kkk ela pegou minha mão e a colocou sobre seu cacete, comecei a punheta-lo novamente, chupei mais um pouco e ela com carinho pediu pra que eu ficasse de quatro na cama, pois é, a tão esperada hora. Mais uma vez o nervosismo veio a tona, ela pegou o lubrificante e começou a passar no meu cu e disse: "Nossa! Muito apertado, não da pra fuder agora" Depois disso ela começou a enfiar um dedo no meu cu, com o meu estava acostumado, mas mesmo assim ainda doía um pouco, ela começou a me massagear por dentro e a me punhetar, que tesão de louco! Passou pra 2 dedos e quando eu já estava gemendo de prazer ela tirou o dedo, olhei pra trás e vi aquela loira, com um pau apontado pra minha direção, ela colocou a camisinha, pediu pra que eu olhasse pra frente e escorou seu corpo sobre mim, sentia seu pau rossando meu cu enquanto ela mordia minha orelha e falava sacanagens no meu ouvido, meu pau estava duro como nunca, comecei a sentir uma pressão no cu, era sua rola entrando, ela forcava um pouco, voltava, me falava mais coisas no ouvindo e pedia pra relaxar. A cada pressão sentia que seu pau estava cada vez indo mais fundo, até que finalmente senti ele entrando... Que delicia, era uma sensação leve de queimação e dor, não estava 100% confortável mas estava adorando, ela começou a bombar e a dor aumentou, ela gemia de prazer e eu de dor, depois umas bombadas a dor tinha passado, estava bem leve e parece que começamos a disputar quem gemia mais, dessa vez ambos de prazer. A sensação era inexplicável, o prazer era muito e com o tempo suas bombadas ficaram ainda mais fortes até que perdi a forca nas pernas, aos poucos sem perceber fui descendo até encostar a barriga na cama e de pernas bem abertas, ela deu uma risada safada, deitou sobre meu corpo, senti seus seios durinhos na minha costa e aquela rola quase toda enfiada no meu cu, ela ainda com mais vontade começou a socar sem dó e forte comigo naquela posição, eu gemia alto de prazer e ela me acompanhava virei meu rosto de lado e ela comecou a me beijar, e que beijo maravilhoso, quando estava quase gozando avisei ela, ela mandou eu ficar de quatro novamente, fui me levantando sem que ela tirasse sua rola de mim, e novamente de quatro ela agarrou forte meu pau e começou a punheta-lo com forca, o tesão estava cada vez mais alto, a todo momento parecia que eu ia gozar mas não saia nada, estava ficando confuso, quando pela primeira vez senti o ápice do prazer, o grande trunfo de sair com uma boneca, senti minha porra, saindo de dentro de mim, percorrendo todo o meu pau! Nunca tinha sentido aquilo na hora de gozar! E como se pela primeira vez sentisse a porra percorrendo o caminho do saco até sair fora, melei sua mão toda, era um volume que nunca tinha gozado antes. Ela ainda continuou me fudendo por menos de 1 minuto e comigo ainda gritando e todo sujo gozou novamente. Levantamos, estava muito suado, porém não melado de porra, ela lavou sua mão e quando ia tomar banho pedi pra deixar eu chupa-la suja de porra, sua pica já estava mole, conversamos mais pouco, quando sua rola levantou denovo a chupei mais uma vez, novamente ela gozou, com um volume muito menor. Lavei minha boca de novo e quando voltei pro quarto olhei as horas, tinha chegado as 8 para um programa de 1 ou 2 horas, dependendo do que eu achasse, já era quase meia-noite. Me despedi, quando fui pagar ela me cobrou só 250, disse que a transa tinha sido muito boa e que queria repetir algum dia, nos beijamos e fui pra casa com a bunda doendo kkk
    Por conta do incomodo que ainda sentia fiquei enrolando de marcar de novo, e por problemas aqui no fórum essa t-gata acabo largando os programas, infelizmente o numero que tenho ela não existe mais, e nunca mais a vi. Tenho muita vontade de vê-la novamente, não só pelo programa, mas pela pessoa que ela é, simpática, educada, carinhosa e cheia de sonhos.
    Fica ai meu relato e espero ter contribuído pra galera que é chegada num conto de sacanagem, abs

  4. #34
    Senior Member Avatar de diddo
    Data de Ingresso
    Mar 2011
    Localização
    Porto Alegre
    Posts
    126

    Padrão

    Citação Postado originalmente por MR_LEANDRO Ver Post
    Anexo 57787Anexo 57788Anexo 57789Anexo 57790Anexo 57791

    Estas são algumas fotos da Marcella que eu vi na revista Travestis e me deixaram doido.
    Bem, Mr_Leandro, que sorte vc. teve. A 1ª vez com uma baita morena dessas!
    E quem não ficaria doido! Só se não fosse homem de verdade.
    Ademais, pelo seu relato, ela foi muito legal contigo. Como poucas pessoas sabem ser.
    Parabéns pelo relato e pela coragem.
    E que sorte você teve!

  5. #35

    Padrão

    travestis são um delicia , encanta a todos com seus mistérios.

  6. #36
    Junior Member Avatar de MR_LEANDRO
    Data de Ingresso
    Jul 2012
    Localização
    São Paulo, SP
    Posts
    16

    Padrão

    CarlosBH,

    Parabéns pelo seu relato... Devo confessar que fiquei de pau duro (assim como muitos outros também devem ter ficado)!

    Transar com uma travesti é assim mesmo! É uma experiência que muda a gente pra sempre. E acho que a primeira vez acaba se tornando uma trepada mágica, que nunca conseguiremos esquecer. Já perdi a conta do número de vezes que bati uma bela punheta só relembrando minha primeira vez... Bom demais!!!

    Seria bom se acabassem com esse preconceito contra as travestis e que curte travestis. Se cada um cuidasse melhor das suas próprias vidas e soubesse o quanto é bom transar com uma travesti, acho que o mundo seria muito, muito melhor!




    Citação Postado originalmente por CarlosBH Ver Post
    Bom galera, vou contar aqui em 2 partes minha iniciação com bonecas, a primeira parte é mais pra encher linguiça mesmo falando de como surgiu a curiosidade, caso tenham interesse pulem pra segunda de cara.

    Como a maioria não nasci com tesão em travestis, nem ao menos passava pela minha cabeça como seria fazer sexo com uma, mas aos 16 anos comecei a fazer alguns cursos a noite no centro de BH, e como todo ''bom'' adolescente quase todo dia saia da aula direto pra um barzinho, na época um amigo meu ainda me dava carona até em casa, sempre voltávamos um pouco e tarde e passávamos pela Pedro II (ponto onde tem travestis) como nenhum de nós apresentava interesse em bonecas sempre passávamos direto.
    Até que em uma sexta-feira tínhamos exagerado um pouco na bebida e na volta pra casa acabamos decidindo só conversar com uma travesti, apenas pra tirar aquela curiosidade, até mesmo em tom de brincadeira. Em frente a Orca veículos vimos 2 linda bonecas, uma loira e logo mais na frente uma morena ( que até hoje acredito que era a Mirella de Carlo) paramos pra conversar com a loira, não muito alta, bem branquinha, cabelos quase brancos de tão amarelos, e um belo par de seios, confesso que sempre fui tarado por peitos, nem dei muita ideia pra bunda dela. Antes que me xinguem esperava uma pessoa rude, bem escrota, aquele esteriótipo que existe sobre as travestis, afinal é essa imagem que tentam transmitir em jornais, rádios e televisão, e me surpreendi muito, ela era muito educada, sorridente, uma pessoa bem agradável. Vendo que não estava rendendo muito e pela notável falta de experiência com programas ela perguntou o que a gente estava procurando, se era uma transa a 3 ou era apenas curiosidade, a sinceridade falou mais alto e disse a ela que era apenas curiosidade, saber como era uma boneca de perto. Ela se ofereceu a fazer um boquete em nos 2, ainda receosos acabamos aceitando e indo de carro pra uma das ruas paralelas a P II.
    Passei para o banco de trás e fiquei vendo ela chupar meu amigo, comecei a sentir um enorme tesão! Ele apenas relaxado e ela fazendo todo o trabalho e gemendo. Terminando ela passou para o banco de trás, me acariciou, tirou meu pau pra fora e começou a chupar, nada d+ o boquete, mas a sensação de medo novidade transformaram ele num boquete inesquecível. Ela ainda me peguntou se eu queria segurar o pau dela, disse que não e fiquei apenas acariciando a bunda dela, mas confesso que no finalzinho, quase gozando a curiosidade foi maior e acabei dando umas passadas de mão no pau dela mesmo que por cima da calcinha, e como me deu tesão. Gozei, deixamos ela no mesmo ponto e seguimos viajem. Aquilo se tornou um tabu, voltamos sem falar nada um com o outro, e nunca mais tocamos no assunto.
    Esse foi o estopim, a partir daí comecei a ver videos de bonecas fazendo boquetes, passei pra videos de bonecas unicamente passivas, pra videos onde hora ou outra os caras punhetavam as trans, videos com h fazendo oral em bonecas até chegar aos que rolava um troca-troca, vendo aquelas cenas comecei a ter curiosidade também no prazer anal, sempre gostei de fuder um cu, e achava a melhor coisa do mundo. Depois desses videos aos poucos comecei me acariciando, enfiando um dedo com camisinha até me masturbar com muita frequência com 2 ou 3 dedos.
    Agora estava pronto! Sentindo tesão por travestis e prazer anal. Continua....

  7. #37

    Padrão

    Antes de ser travesti,,,elas tem o seu lado homem,,,então elas sabe o que gostamos.
    Por isso elas é uma delicia.

  8. #38
    Junior Member
    Data de Ingresso
    Jan 2012
    Posts
    8
    Posts de Blog
    407

    Padrão

    Cara sua historia foi dimais, mais ou menos igual a minha, adorei o seu relato beijinhos

  9. #39
    Junior Member Avatar de liane
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Localização
    Paraná
    Posts
    21

    Padrão

    Minha primeira vez com travesti tb foi inesquecivel , acho que o tratamento que ela me deu nao chega nem aos pés dos que ja ganhei de nenhum homem ate hoje , ja deixei meu conto dessa primeira vez aqui , acho que todos ja leram .

    Adorei sua história , apesar de vc ter deixado sua esposa no final

  10. #40

    Padrão

    Citação Postado originalmente por liane Ver Post
    Minha primeira vez com travesti tb foi inesquecivel , acho que o tratamento que ela me deu nao chega nem aos pés dos que ja ganhei de nenhum homem ate hoje , ja deixei meu conto dessa primeira vez aqui , acho que todos ja leram .

    Adorei sua história , apesar de vc ter deixado sua esposa no final

    Desculpe Liane mais acho que não pegou uma cara com atitude, gosto de transar com travesti mais amo fuder e fuder muito topa conversar.

  11. #41
    Junior Member Avatar de MR_LEANDRO
    Data de Ingresso
    Jul 2012
    Localização
    São Paulo, SP
    Posts
    16

    Padrão

    Oi, Liane!

    Eu li seu relato, sim! Aliás, toda vez que releio, fico excitado e imaginando como seria bom ter uma mulher que curte uma travesti assim!

    Acabei me separando da minha mulher porque não rolava mais afinidades e quase nada em comum. Uma pena, mas, pelo menos, fiquei livre para experimentar travestis à vontade e sem culpa...

    Ando meio sumido do forum por pura falta de tempo. Se bem que sempre dou uma olhadinha por aqui, pois adoro os relatos dos integrantes.

    Recentemente, voltei a me relacionar com algumas travestis de programas, pois passei um bom tempo na Lei Seca... Nossa! Como eu estava com saudade de acariciar um corpão cheio de curvas e com uma bela vara entre as pernas... Não digo que matei minha saudade (pois minha vontade é insaciável), mas foi bom me entregar com paixão e tesão a essas criaturas espetaculares que são as travestis.

    Assim que der, conto mais algumas experiências...

    Beijo a você, Liane!



    Citação Postado originalmente por liane Ver Post
    Minha primeira vez com travesti tb foi inesquecivel , acho que o tratamento que ela me deu nao chega nem aos pés dos que ja ganhei de nenhum homem ate hoje , ja deixei meu conto dessa primeira vez aqui , acho que todos ja leram .

    Adorei sua história , apesar de vc ter deixado sua esposa no final

  12. #42

  13. #43

    Padrão

    Hoje me sinto completo. Sai com uma boneca maravilhosa. Ela estava linda e toda ereta. Ela foi perfeita quando eu mamei. É indescritivel mamar uma pica linda.

  14. #44

    Padrão

    Meio que relutava contra a vontade de sair com bonecas, até que um dia criei coragem e fui, não há melhor sensação que ver uma linda boneca de pau duro subindo e descendo gozando fartamente melhor coisa do mundo, ainda quero encontrar uma que queira um relacionamento sério.

  15. #45

    Padrão

    e a melhor coisa uma boneca gosta rebolando

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •